Contato

herbertlagocastelobranco@gmail.com
Facebook Herbert Lago

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

EXPECTATIVA DE VIDA DOS MARANHENSES É A MENOR DO BRASIL

.


A Pesquisa Síntese de Indicadores Sociais, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada no último dia 21 de outubro, mostra que a expectativa de vida do Brasil aumentou nos últimos 10 anos, saltando de 67,9 anos para 72,7 anos. As crianças que nascem na Capital da República tem a melhor expectativa e devem viver em média 75,6 anos – três anos a mais que a média nacional. No entanto, para os que nascem no Maranhão tem menos chances de viver mais do que pessoas nascidas em outros estados, haja vista que na pesquisa o estado do Maranhão aparece em 26ª colocação, ou seja, em penúltimo lugar com expetativa de 68,0 anos, abaixo da média nacional que é de 72,7 anos.
Os dados são preocupantes e chama a atenção para a necessidade de investimentos em áreas cruciais para a população, principalmente na saúde e no combate a mortalidade infantil que exigem respostas cada vez mais rápidas e eficientes.
Os dados explicam a baixa qualidade de vida dos maranhenses, uma vez que os governos não lhes oferece instrução adequada, e a perversa existência de trabalho escravo, favorecido pela situação de miséria a que são submetidos em busca de sobrevivência.
Herbert Lago Castelo Branco
Poeta e Escritor

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

MAL CARATISMO




As noticias de escândalo no futebol maranhense, tendo como protagonista o Chapadinha Futebol Clube correu o mundo.
A cidade de Chapadinha não merecia ser vinculada a essa vergonhosa notícia. E nada justifica a atitude dos dirigentes e principalmente dos jogadores que não horraram sua profissão ao aceitarem a fazer esse jogo sujo e abrirem as pernas para uma inesquecível goleada de 11 x 0.
O fato de o Santa Quitéria e o Moto Clube terem feito jogo sujo não dá o direito dos dirigentes e jogadores do Chapadinha a fazerem o mesmo papel que para mim significa mal caratismo tanto dos dirigentes como dos “jogadores” que se sujeitaram a fazer essa lambança manchando a sua carreira de atleta, além é claro, não tiveram respeito para como o nome de nossa cidade e nem tampouco para com os torcedores.
Herbert Lago Castelo Branco
Poeta e Escritor