Contato

herbertlagocastelobranco@gmail.com
Facebook Herbert Lago

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

CHAPADINHA É ASSIM





Falar de Chapadinha é algo realmente gratificante, especialmente para nós filhos desta terra, que a vemos crescer dia após dia, a ponto de colocar-se entre as mais prósperas de nosso Estado.
Aos 70 anos e com quase 70 mil habitantes, Chapadinha é uma cidade moderna, de avenidas e ruas asfalta, vias preferenciais, trânsito ordenado. Muito movimento, principalmente nos dias de semana. Casas de comércios, mercados e supermercados com suas vitrines iluminadas oferecendo belos artigos, atraindo e provocando os compradores. Bares quentes, Churrascarias e boites, com freqüência incomum nos fins de semanas. Bancos, Escolas, Faculdades, as praças bem traçadas, em todos os recantos. A juventude vestindo roupas coloridas e agressivas. As camisas com inscrições confusas em idiomas estrangeiro, “os jeans” desbotados de tecidos grossos. Para somar desfilam e circulam com motos e motocas barulhentas.
É o progresso material crescendo ao lado do progresso de sua gente. De uma gente cujos adultos abraçam a esperança e, na experiência de uma vida conduzem os mais novos a passos seguros e serenos rumo a um amanhã cheio de glória e conquista; de uma gente cuja juventude cheia de vida, cheia de amor e abraçada à esperança parte em busca de um amanhã venturoso e feliz; de uma gente onde as crianças, retratos vivos de esperança, como a nos dizer: “Avante, o futuro nos pertence e espera”.
Estamos em fase de transição, a cidade quer crescer, quer crescer muito e carece para isto de políticas públicas eficazes, de implantação de fábricas para geração de emprego e renda, mais apoio aos pequenos agricultores. Acreditamos que isso tudo isso virá, como decorrência natural da ação de um povo que quer progredir, queiram ou não. Mesmo vivendo o clima de uma sociedade atual individualista e competitiva.
Esta é a nossa Chapadinha, a “Terra de Deus” como sempre chamo. De um Deus que nos deu um céu azul cheio de estrelas que, como guias, conduzem-nos aos caminhos do progresso. De um Deus que nos deu a natureza que, apesar dos abusos do homem, é pródiga e mantém farta a nossa mesa de cada dia. Perdoe a falta de modéstia, mas amar Chapadinha é realmente muito fácil.
O Chapadinhense ainda é solidário, principalmente nas horas amargas. Ainda somos felizes, por que somos Chapadinhenses.

Herbert Lago Castelo Branco

Nenhum comentário: