Contato

herbertlagocastelobranco@gmail.com
Facebook Herbert Lago

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

BLOCO DOS QUIABOS MANTEM A TRADIÇÃO E PROMETE AGITAR O CARNAVAL DE CHAPADINHA





O clima de carnaval toma conta dos Chapadinhenses. Logo no primeiro mês do ano já podemos notar no semblante das pessoas que a alegria e a vontade de cair na folia fica mais explicita. A mudança ocorre com o clima, com um céu que começa a nublar, anunciando a chegada do inverno na chapada das mulatas.
O BLOCO DOS QUIABOS vem se consagrando como uma alternativa para os foliões lisos, que pelo quarto ano consecutivo anima o Bairro da Cruz.
O tradicional conjunto ABC DO FORRÓ promete agitar o carnaval de rua com marchinhas carnavalescas que fizeram sucesso ao longo dos anos.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

CHAPADINHA: TRÂNSITO SEM EIRA NEM BEIRA.


MOTOS CIRCULAM LIVREMENTE SEM PLACA





Preocupada mais em contratar a melhor banda para o carnaval de 2012, a prefeita de Chapadinha parece não se dar conta da tragédia que impera nas ruas da cidade. As ocorrências dos acidentes no trânsito não é apenas à irresponsabilidade dos motoristas, motociclistas e ciclistas. Convenientemente desconsidera sua responsabilidade na habilitação de motoristas e motociclistas, no estado precário das ruas, avenidas e na fiscalização do trânsito. Submetido à barganha política de quinta categoria, o SIRETRAN, tem na inépcia sua expressão máxima.
O corolário do descaso não poderia ser outro: semáforos que não funcionam, motos circulando sem placa, (inclusive do entregador de gás), motociclistas sem habilitação, sem capacete, sem retrovisor, menor dirigindo pelas ruas da cidade e sem fiscalização. Em muitos aspectos parece que estamos numa cidade sem lei. Excessiva benevolência com os motoristas e motociclistas infratores e alcoolizados, promovendo a terrível impunidade, que anda de mãos dadas com a irresponsabilidade e o risco. Mal equipados e sem treinamento, os agentes de trânsito não conseguem conferir à fiscalização eficiência mínima.
É preciso dar um basta! Chega de inação, de indiferença, de insensibilidade. Todos os dias temos visto pequenos acidentes com ferimentos leves e boa parte dos nossos veículos circulando irregular e sem manutenção, à espera de mais uma vítima. Não podemos mais esperar. Medidas como uso de capacete, cinto de segurança, controle de velocidade em área urbana, sinalização, aperfeiçoamento da fiscalização (blitez), inspeção de segurança dos veículo, educação de trânsito para ciclistas e pedestres, que demandam poucos recursos e têm grande impacto na redução do número de acidentes, podem ser o começo da virada.



segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

OS BUEIROS DA CHAPADA.





Não é preciso dirigir muito para encontrarmos bueiros nas ruas e avenidas de Chapadinha. A avenida Ataliba Vieira e a Presidente Vargas são alguns locais onde é difícil identificar o que é avenida ou o asfalto danificado. Somente na Presidente Vargas, há pelo menos 35 buracos ao longo da avenida, além de pequenos pontos que começam a se deteriorar.
É lastimável manter um poder Legislativo que não nos representa em absolutamente nada. Brigam em plenário igual gato e cachorro e troca votos por benesses.
Perdemos a capacidade de reação. Estamos impotentes. Continuamos deitados em berço esplêndido. Alienados pela política do pão e circo. Por isso repito: seja ético na hora de votar e não esqueça que você ficou quatro anos desviando ou caindo nos buracos e bueiros da chapada da mulatas.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

A ÉTICA NA HORA DE VOTAR




É tempo de começar de novo, seguindo em frente com a riqueza das experiências passadas. Começar de novo, disposto a aprender com nossos erros e acertos. Começar de novo, renovando a disposição de participar de uma jornada de realizações pessoais e profissionais.
Com a proximidade das eleições municipais é necessário prosseguir com a pressão a favor da ética. O primeiro passo cabe novamente ao eleitor, que, ao clicar seu voto para prefeito e vereador na urna eletrônica, estará exercendo o maior direito da cidadania: decidir a quem vai entregar o poder de administrar o município de Chapadinha. Onde cada um de nós vive, educa os filhos, mantem o lar e o emprego e desfruta momentos de lazer. Portanto, ao eleger o prefeito e o vereador para os próximos quatro anos, cada um de nós deve fazer criteriosa reflexão, ser ético na hora de votar, pois estaremos escolhendo em que tipo de cidade queremos viver. Pode ser numa bem gerenciada, onde o nosso imposto reverterá em benefícios para todos, investindo em saneamento básico, saúde, educação, segurança e outros serviços. Ou pode ser numa cidade mal administrada, na qual os recursos públicos serão malbaratados ou desviados pelos maus políticos para aumentar patrimônios particulares ou rechear cofres de campanhas políticas em eleições futuras. Assim, será aconselhável evitar as promessas exageradas e demagógicas, os compromissos espúrios para selar apoios, que geralmente são estabelecidos na penumbra; e por aí vai.