Contato

herbertlagocastelobranco@gmail.com
Facebook Herbert Lago

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

A LÍNGUA

Um homem rico mandou o seu empregado ao açougue com esta ordem: “Trazer-me o melhor bocado que lá houver”.
O empregado, que era um filósofo, trouxe uma língua. O homem comeu e gostou.
Passado algum tempo, quis fazer uma experiência diferente. E disse ao empregado: “Vai ao açougue e traze-me o pior bocado”.
O empregado trouxe outra língua. O homem estranhou e disse: “Como? A língua é o que há de melhor e também de pior?”.
O empregado confirmou: “Sim. Com ela podemos louvar a Deus e com ela podemos destruir a vida de muita gente”.
O que vimos é uma lenda de Malba Tahan. Mas essa verdade é dita também por Deus. Na Bíblia Sagrada está escrito: “Toda espécie de feras e de aves, de répteis e de animais marinhos tem sido domada pelo ser humano. Mas a língua, ninguém consegue doma-la; ela é um mal irrequieto e está cheia de veneno mortífero. Com ela bendizemos os homens criados à semelhança de Deus. Assim, da mesma boca provém a bênção e provém a maldição. Ora, tal coisa não deve acontecer, meus irmãos”. (Tg 3,7 – 10).

Fonte: Lendas e fatos à luz da fé
Pe. Luiz Cechinato

Nenhum comentário: