Contato

herbertlagocastelobranco@gmail.com
Facebook Herbert Lago

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

ESTÁ NA HORA DE PENSAR NOS 100 ANOS DE CHAPADINHA, OLHANDO PARA 2038.




AS MUDANÇAS TÊM DE SURGIR A PARTIR DE AGORA. O CAMINHO É LONGO E ESSE TIPO DE TRANSFORMAÇÃO NÃO SE FAZ DE UMA HORA PARA OUTRA.

Está na hora de pensar nos 100 anos de Chapadinha. Tudo depende das ações postas em prática hoje pelos governantes e pela população.
O projeto Chapadinha 100 anos é um planejamento estratégico elencando os principais problemas enfrentados pelo Chapadinhense. Se nenhuma providência for tomada no futuro próximo, Chapadinha sofrerá ainda mais com a desigualdade social, superpopulação e desemprego quando estiver prestes a completar 100 anos. Como será o sistema de saúde, o trânsito, a segurança pública, a educação, o abastecimento de água e o meio ambiente nessa época? Essas questões devem ser planejadas a partir de hoje.
Entre as principais preocupações para os próximos 28 anos estão a desigualdade social, as condições de trabalho e a geração de renda da população. Faltam oportunidades na nossa cidade. Hoje, vemos uma juventude esquizofrênica, que não trabalha e não vai à escola.
O cuidado com o meio ambiente também preocupa. A chapada ou cerrado maranhense é o bioma que mais sofre com a ação humana. Um dos principais sinais desse descuido são as queimadas e o desmatamento descontrolado para o plantio de soja.
As mudanças têm que surgir a partir de agora, o caminho é longo e esse tipo de transformação não se faz de uma hora para outra.
Pressões demográficas incrementam a desigualdade social, aumentam a violência e sobrecarregam o sistema de saúde, a educação, a segurança e o abastecimento de água potável .
Essa iniciativa ou projeto deve ser dividida em etapas. A primeira é olhar para 2038 quando Chapadinha completará 100 anos e definir quais as tendências e o que a população espera do futuro, e então traçar quais atitudes que deverão ser adotadas hoje para se alcançar os resultados esperados. A urgência é absoluta!

Nenhum comentário: