Contato

herbertlagocastelobranco@gmail.com
Facebook Herbert Lago

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

LEI DO LIXO




Depois de 20 anos tramitando no Congresso Nacional, finalmente foi sancionada em 2 de agosto a lei que cria a Política Nacional de Resíduos Sólidos.O tema passou quase despercebido na agenda midiática nacional. Foi encoberto pelo desfecho das impugnações de candidaturas ao pleito eleitoral de 2010.Em tese, a nova legislação responsabiliza a sociedade pelo desfecho do lixo. Poder público, empresas privadas e os cidadãos passam a “gerenciar” os resíduos a partir da nova legislação.Um dos impactos será a extinção dos lixões, principalmente nas capitais e cidades médias, substituindo-os por aterros sanitários, num prazo de dois anos.Sem os lixões, a meta é acabar com a figura bisonha do catador de lixo e transformá-lo em trabalhador de materiais recicláveis.As novas denominações chegam à ponta da cadeia do lixo. Resíduo é tudo aquilo que pode ser reciclado ou reaproveitado. E rejeito é a escória imprestável.A lei obriga empresas de agrotóxicos a criar mecanismos de recolhimento das embalagens vazias, cujo efeito danoso ao meio ambiente prolonga-se mesmo após a utilização dos produtos.Pelo exposto, percebe-se uma legislação de primeiro mundo para o Brasil, onde a prática mais comum (do pobre à classe média) é jogar lixo pelas janelas dos carros e dos ônibus em qualquer rua.

2 comentários:

Anônimo disse...

Herbert
Ao sair pela cidade de bicicleta, por ser mais saudável, ecologico, rápido e econômico, verifiquei as montanhas de lixo espalhadas pelas ruas.

Herbert Lago Castelo Branco disse...

Diz o ditado que o uso continuo do cachimbo faz a boca ficar torta. O povo também precisa dar a sua colaboração.
Obrigado pela participação. Dá próxima vez identifique-se.