Contato

herbertlagocastelobranco@gmail.com
Facebook Herbert Lago

segunda-feira, 21 de maio de 2012

MAGNO E ISAÍAS SUFOCAM A NORMALIDADE DE CHAPADINHA



Há políticos que usam mal a sua força e desmoralizam o poder que possuem. Outros são graduados em pobreza e retiram da falta de força algum poder. Mas o discurso  de força ainda caracteriza inúmeros políticos. É aparente a acomodação democrática atual, com políticos armados de pistoleiros fazendo questão de demostrar sua força em ano eleitoral. Mas não só. O tom entre agressivo e grosseiro de Magno e Isaías, que sufoca a normalidade democrática de Chapadinha a mais de duas décadas e a acomodação da Igreja, das entidades de classes e da sociedade em geral com a monopolização da política de Chapadinha, ressurge a política de pistolagem conforme notícias vinculadas nos Blogs de Chapadinha e na imprensa da capital maranhense. Neste caso, é bom que não existam mais sistemas de monopolização, o que dispersa o uso concentrado da força.
O estranho é que também não temos opções em Chapadinha e continuamos a ver aquela “procissão  de pendentes” em busca de tutela política ou proteção econômica. O que só fortalece o monopólio de poder e mantém significativo o papel dos mesmo atores de sempre, se tornando senhores dos outros, donos dos recursos públicos e exploradores  da pobreza. 
Mesmo havendo exceção, o estatuto da lógica autoritária é o enfoque predominante. Como não há consenso municipal sobre as vantagens da democracia, da paz e da liberdade de expressão, não há consistência jurídica municipal para deter o ímpeto de quem a ameaça.
Nos resta o Ministério Público. Só que, como cada cidade ele tem formas diferentes de operar e agir até que as eleições se resolva em Chapadinha, faz se provocado.

5 comentários:

Manoel Costa disse...

Fico feliz em descobrir que esse conterrãneo ueq como eu vive em brasilia, longe da nossa cidade natal, mas ueq não esquece de quem lá ficou a mercê da politica sem escrupulos dos Sr. Magno Bacelar e Isais. Espero que nas próximas eleições os chapadinhenses saibam escolher alguem com outro perfil político.

Manoel Costa disse...

Compartilho com a Prosa

Andre Resende Paiva disse...

Devo dizer que esse texto remete, realmente, ao que acontece aqui em Chapadinha! Poucos ainda restam preocupados com o futuro dessa terra sem lei, desse paraíso fiscal (mediante tantas irregularidades em qualquer setor que seja)... Deve-se buscar soluções e elas não virão com uma terceira opção politica, mas, sim, com a conscientização do povo, mostrando a eles o que realmente ocorre!!! Muito bom sua colocação...

EDNEWTON VIANA disse...

Parabéns meu amigo pelo primoroso artigo, Herbert. Receba o meu abraço!!!

Herbert Lago Castelo Branco disse...

Obrigado amigos, pela opinião de vocês.